Recentes

domingo, 6 de maio de 2018

Propriedades da Andiroba

Andiroba (Carapa guianensis Aubl.)

Nome popular: Andiroba
Outros nomes: Carapá, carapa, andirova
Nome científico: (Carapa guianensis Aubl.)
Família: Meliaceae
Origem: Brasil

Propriedades e apresentação:

A andiroba, é uma árvore que atinge de 20 a 30 metros de altura, de copa globosa, densa, com tronco de 50 a 120 centímetros de diâmetro, nativa de toda a região amazônica (nas várzeas secas e alagadiças) bem como do norte do Brasil, do Pará até o sul da Bahia e, em Minas Gerais, cultivada.

As folhas da andiroba são compostas pinadas, de 80 a 120 centímetros de comprimento, com 12 a 18 folíolos, oblongos ou ovais de margem lisa. Flores discretas, pequenas, perfumadas de cor creme, dispostas em umbelas de cachos.

Seus frutos são capsulas lenhosas, globosos, angulados e deiscentes de oito a 14 centímetros de diâmetro, contendo de 5 a 10 sementes de quatro a 5 centímetros de comprimento.

Utiliza-se as sementes, cascas ou folhas. REF:- Tratado das Plantas Medicinais mineiras, nativas e cultivadas de Telma Sueli Mesquita Grandi.

Emprego e utilização da planta:

Usado na cosmetologia para o preparo de cremes e xampus. O óleo, quando novo, tem sido usado para debelar o inchaço das pernas causado pela erisipela.

O óleo extraído das sementes contém ácido mirístico, palmítico, oleico, linoleico. A casca contém carapina.

Uso medicinal:

Suas cascas são utilizadas para ajudar na eliminação de vermes intestinais, abaixa a temperatura corporal. Na pele, atua regenerando tecido epitelial, aliviando e acalmando a dor de tecidos inflamados.

Suas folhas frescas são vulnerárias, além de vermífugas e febrífugas. As sementes são purgativas, e seu óleo amacia a pele e regenera o tecido.

Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.



Nenhum comentário:

Postar um comentário