Recentes

quinta-feira, 19 de setembro de 2019

Arnica - Suas propriedades terapêuticas

Arnica (Lychnophora Ericoides)

Nome popular: Arnica
Nome científico: (Lychnophora Ericoides)
Família: Asteraceae.
Origem: Brasil

Propriedades e apresentação:

A arnica, também conhecida pelos nomes de arnica, falsa-arnica ou candeia, é uma espécie de porte arbustivo, típica do bioma Cerrado.

Frutifica de novembro a janeiro ou também durante o ano inteiro, com épocas reprodutivas que podem variar entre as populações.

A espécie ocorre em altitudes de 950 a 1800 metros em Minas Gerais e Goiás; cresce em depósitos de minérios de ferro e manganês, afloramentos rochosos, altos platôs de campos rupestres e em pastagens de campo e de cerrado. Segundo Mendonça et. al (1998), a espécie ocorre em fitofisionomia de cerrado.

Devido a suas propriedades anti-inflamatórias e analgésicas do extrato de suas folhas e ramos (Bertoni et al., 2000) têm recebido atenção de estudos nas áreas de bioquímica e farmácia, com a finalidade de determinar o perfil químico de seus compostos secundários (Vichnewski, 1995; Flausino et al., 2000; Santos et al., 2000).

A arnica é uma planta herbácea de alto valor medicinal. São muitas as espécies.Contém essência, resina, corantes e ácidos graxas. Usa-se o pé todo, pois a mesma contém insulina, taninos, cera, glicose etc.

Emprego e utilização da planta:

Pode ser feito banho em feridas para limpar ou cicatrizar. É recomendado seu chá moderadamente, melhor é fazer tintura e tomar em pequenas doses.

Colher sem orvalho, pela manhã. Com uma folha fazer um copo de chá tomando 1 copo ao dia durante dias. Intercalar 5 dias e repetir a dose.

Uso medicinal:

A arnica é usada em traumatismo, contusões, hematomas, é anti-inflamatória, tem poder cicatrizante, é analgésica, antisséptica, estimulante.

Cuidados e prevenção:

Não é aconselhado em caso de gravidez, por ser abortiva, em casos de afecções hepáticas e durante a lactação. Se usadas em doses elevadas, pode produzir complicações cardíacas, alucinações, vertigens, náuseas, irritação gástrica, etc.

Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Nenhum comentário:

Postar um comentário