Recentes

quarta-feira, 20 de novembro de 2019

Algodoeiro - Suas propriedades terapêuticas

Algodoeiro (Gossypium hirsutum L. )

Nome popular: Algodoeiro
Outros nomes: algodão-herbáceo, algodão-bonito, algodão-de-malta
Nome científico: (Gossypium hirsutum L. )
Família: Malvaceae.
Origem: África, Ásia e América

Propriedades e apresentação:

O algodoeiro difundiu-se pelo mundo a partir de regiões quentes da Ásia e da África. Os árabes já o conheciam há milhares de anos como “alqu Tum”.

Na América, logo após o descobrimento, era encontrado desde o México e as Antilhas até o Brasil.

Arbóreo de porte ereto, o algodoeiro chega a atingir 3 metros de altura, quando cultivado sem podas convenientes.

Suas folhas são grandes, nervuradas e divididas em três ou cinco lóbulos, possuindo glândulas na parte dorsal.

As flores, isoladas e amareladas, assumem coloração rosada quando já foram fecundadas e começam a murchar.

O fruto, pequena cápsula oval com 5 a 6 centímetros de comprimento, possui três cavidades e contém sementes grandes, envolvidas por fibras longas e brancas.

O óleo e a casca da raiz contém essência, tanino, amido e betaína, úteis no tratamento de várias doenças.

As fibras fizeram do algodoeiro uma planta muito útil. São empregadas na indústria têxtil e também na farmacêutica, onde, depois de retiradas suas matérias gordurosas e resinosas, recebem o nome de “algodão hidrófilo ou absorvente”.

Emprego e utilização da planta:

Da semente do algodão extraem-se a casca e a amêndoa.

A primeira é empregada como combustível, produzindo cinzas ricas em potássio; a amêndoa contém um óleo usado na alimentação e na indústria e fornece uma “torta”, que serve como alimento para animais e como adubo nitrogenado.

Uso medicinal:

Hemorragia uterina:

* Coloque 5 gramas de casca de raiz em 1/2 xícara de chá de água e e deixe ferver por 5 minutos. Filtre e beba 3 xícaras de chá ao dia.

Dores nas articulações:

Junte 100 gramas de cânfora a 1 litro de óleo de algodão.

Deixe a mistura em repouso até dissolver a cânfora.

Filtre e massageie as juntas doloridas com o liquido.

Furúnculos:

Derreta, em fogo moderado, 15 gramas de breu e 15 gramas de cera de abelha em 60 ml de óleo de algodão.

Filtre com um pano e mexa até o resfriamento completo.

Aplique sobre os furúnculos.

Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Nenhum comentário:

Postar um comentário