Recentes

terça-feira, 5 de novembro de 2019

Bardana - Suas propriedades terapêuticas

Bardana (Arctium lappa L.)

Nome popular: Bardana
Nome Científico: (Arctium lappa L.)
Família: Asteraceae
Origem: Europa

Propriedades e apresentação:

Planta bianual ou perene, da família das Compostas, que pode alcançar até 02 metros de
altura.

Tronco de aproximadamente 05 cm de diâmetro, folhas grandes, pecioladas, ovoides e de bordas onduladas, podendo medir até 50 centímetros.

Flores pequenas, avermelhadas, que aparecem desde o final do verão até meados do outono.

Sua raiz, pode medir de 25 até 75 centímetros.

Apresenta ainda infrutescências espinhosas, que podem aderir a pele de animais e roupas, facilitando sua dispersão.

Nativa da Europa e América do Norte, cresce em solos argilosos e ricos em matéria orgânica.

Também conhecida como suspiro.

Emprego e utilização da planta:

Feito um emplasto poderá ser empregado em úlceras, e em feridas com dificuldade de cicatrização.

Uso medicinal:

O chá desta flor ou de suas folhas alivia as dores de cabeça, é purificador do sangue, diurético, analgésico e anti-inflamatório.

Cura aftas, regula os intestinos, combate à insônia, dor de garganta, prisão de ventre, acne, eczemas, gota, artrite, reumatismo, é purificador do sangue, e também usado no tratamento da diabete.

Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Nenhum comentário:

Postar um comentário