Recentes

domingo, 6 de setembro de 2020

Camomila - Suas propriedades terapêuticas

Camomila (Matricaria recutita L.)

Nome popular: Camomila
Nome Científico: (Matricaria recutita L.)
Família: Compositae
Origem: Ásia, Europa

Propriedades e apresentação:

Planta de searas, acostamentos e terrenos baldios.

Na Grécia, a camomila florescia abundantemente, distinguindo-se desde a Antiguidade pelo eu aroma peculiar.

É curioso verificar que as descobertas empíricas de Dioscórides sobre a ação emenagoga desta pequena camomila foram confirmadas por trabalhos laboratoriais 19 séculos mais tarde.

Conhecida desde a Antiguidade por suas virtudes, referindo-se a ao um velho ditado: “todo jardim onde o horto tiver plantas enfermas, deve-se plantar perto delas camomila, que estas se curarão...”.

A fama da camomila é mundial, pois tem efeito calmante, fortificante, laxante e sudorífico.

Emprego e utilização da planta:

Do seu cozimento aplica-se compressas sobre furúnculos, hemorroidas, tumores, inchações, eczemas e úlceras varicosas, como também nas inflamações dos olhos e dores reumáticas.

Em todos estes mal estares, são igualmente recomendáveis os banhos e vapores de camomila.

Uso medicinal:

Indicada para combater cólicas do estômago, dos intestinos, da matriz, da uretra e da bexiga, gripe, catarros, resfriados, dores de cabeça e qualquer espécie de perturbação digestiva.

Erva de efeito antifebril, analgésica, além de ser eficiente no tratamento contra gases. Usa-se apenas a flor. Planta-se as sementes.

Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Imagem: de Luidmila Kot por Pixabay
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Nenhum comentário:

Postar um comentário