Recentes

sexta-feira, 30 de outubro de 2020

Pêra - Suas propriedades terapêuticas

Pêra (Pyrus communis L.)
Imagem: de NickyPe por Pixabay
Nome popular: Pêra
Nome científico: (Pyrus communis L.)
Família: das Rosáceas
Origem: Européia

Propriedades e apresentação:

A pera possui ácidos em menor quantidade em relação a maçã, mas os açúcares existem de maneira maior.

Em sua polpa e em sua composição, existe a presença de cálcio e magnésio, além da falta de sódio e cloro, suprida somente pela presença de potássio.

Uso medicinal:

Muito eficiente no auxílio das doenças renais, aparelhos circulatórios e rins, já que possui excesso de potássio e falta de sal.

É fundamental como ajudante nos processos existentes para reverter quadros de inchaços das pernas e pés.

De sua combinação de falta de proteínas e de gordura fazem da pera um remédio eficaz nos tratamentos de eliminação de gorduras, que deve ser feito consumindo cruas e cozidas ao menos três vezes ao dia ao invés dos alimentos habituais.

Diz-se que nas doenças gastrintestinais não se deve comê-la crua e sim cozidas, que são bastante digeríveis, e não causam flatulência.

Pera: Quanto a suas propriedades alimentícias, ela é muito parecida com a maçã, embora pouco menos nutritiva.

Composição de 100 gramas de pera:

A pera é de fácil digestão, e tem um papel muito importante na dieta do hipertenso, pois purifica seu organismo, e possui ação diurética.

Experiências médicas tem confirmado o apreciável descenso da pressão arterial em pacientes que foram submetidos a um tratamento com peras, no curto espaço de 10 a 15 dias.

Em determinados casos a prescrição limita-se ao uso de 1 a 2 quilos por dia, numa freqüência de duas vezes por semana.

Também é recomendada as pessoas na idade critica, e aos que sofrem de arteriosclerose.

Os que tem chegado a essa idade, deveriam fazer amiúdo uma cura de peras, na época da colheita, usando uma boa quantidade desta fruta (1 a 2 kg), por um espaço de 10 a 15 dias.

Esta fruta depura todo o organismo, em especial os rins e o aparelho digestivo.

Também é recomendada as pessoas que sofrem de bócio.

Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Nenhum comentário:

Postar um comentário