Recentes

sábado, 5 de outubro de 2019

Mamão - Suas propriedades terapêuticas

Mamão (Carica papaya L.)

Nome popular: Mamão
Outros nomes: pinoguaçu, mamãozinho, mamoeiro, papaieira, mamão-do-amazonas, papaia, etc.
Nome Científico: (Carica papaya L.)
Família: Caricáceas
Porte: até 6 metros de altura
Origem: América Central e América do Sul

Propriedades e apresentação:

Planta de porte ereto que chega a tingir até 10 metros de altura, cilíndrico, simples, herbáceo, às vezes ramificado na extremidade, dilatado na base, casca marcada por cicatrizes deixadas pelas folhas caídas. Folhas na extremidade, alternas, longamente pecioladas, com lobos ovais, agudos e irregularmente serreados ou denteados. Flores brancas ou amareladas, regulares e unissexuadas.

Árvore tropical de fruto comestível, encontrado em grande escala no Brasil e outros países da América.

Seu suco fresco, misturado com mel, é anti-helmíntico, o qual também dá excelentes resultados nas afecções cutâneas.

Emprego e utilização da planta:

Pode ser consumido in natura, no preparo de sorvetes, pudins, saladas, sucos, doces e bebidas.

Uso medicinal:

O mamão é rico em sais minerais e vitaminas, e tem propriedades curativas em digestões lentas e difíceis, fraquezas do estômago, icterícia, palidez, diabete, asma, tosse pulmonar e tísica.

Fazendo uma incisão na fruta verde, pendurada na árvore, obtém-se um suco leitoso que, tomado fresco, é o melhor e mais inofensivo vermífugo.

O chá das folhas desta planta tem efeito curativo em dispepsia atônica e afecções cardíacas. O chá preparado das sementes dissecadas e moídas, é um bom remédio contra lombrigas, gases e arrotos.

Também regulariza a menstruação. O chá das flores, preparado em infusão é um excelente remédio contra a tosse, tosse convulsa, bronquite e asma.

Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Nenhum comentário:

Postar um comentário