Recentes

domingo, 8 de novembro de 2020

Batata - Suas propriedades terapêuticas

Batatas (Solanum tuberosum L.)
Imagem: de Couleur por Pixabay
Nome popular: Batata
Outros nomes: Batata, batata-inglesa, batatinha, pataca
Nome científico: (Solanum tuberosum L.)
Família: das Solanáceas
Origem: Cordilheira dos Andes

Propriedades e apresentação:

Geralmente se considera a batata como um produto comum da terra, que não tem muito valor.

Na realidade, porém, a batata é um excelente alimento e um eficaz meio curativo natural.

Se pudéssemos ver o efeito favorável que a batata produz em milhões de pessoas, ficaríamos admirados.

Emprego e utilização da planta:

Usada na culinária em forma de purês, fritas, assadas, no preparo de sopas, saladas.

Na indústria é processadas na fabricação da batata chips, batata palha, amido, pre-fritas, congeladas, farinha, etc.

Uso medicinal:

As cataplasmas de batatas cruas e raladas curam queimaduras, neuralgias, reumatismo, inchações, tumores, inflamações e acalmam as dores.

Por mais estranho que pareça, a batata crua é um calmante para as dores estomacais.

Neste caso, rala-se bem uma pequena quantidade de batatas frescas e novas, e acrescenta-se um pouco de mel para que o sabor seja agradável.

Preparada desta maneira, a batata também combate a acidez do estômago.

Este poderoso efeito curativo se deve a que a batata possui abundância de bases.

Para obter o suco, rala-se e espreme-se uma batata grande e bem lavada; se quiser, pode-se acrescentar um pouco de água quente.

Tomando o suco de batata em jejum, pela manhã, curam-se as seguintes enfermidades: úlceras estomacais e intestinais, escorbuto, reumatismo e gota.

Cuidados e prevenção:

As batatas fritas, apesar de serem muito gostosas, não são saudáveis porque absorvem muito óleo, tornando assim a digestão mais lenta e difícil, especialmente nas pessoas que tem estômago delicado.

Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Nenhum comentário:

Postar um comentário