Recentes

sábado, 28 de novembro de 2020

Melancia - Suas propriedades terapêuticas

Melancia (Citrullus lanatus)
Imagem:de lorenzoandreotti por Pixabay
Nome popular: Melancia
Outro nome: Melancieira
Nome científico: (Citrullus lanatus)
Família: Cucurbitaceae
Origem: África

Propriedades e apresentação:

Pode ser semeada o ano todo, seus frutos são grandes e chegando a pesar 12 kg.

Algumas espécies são oblongas e outras arredondadas, sua polpa é vermelha com sementes pretas.

Contendo cerca de 90% de água, a fruta é um dos melhores hidratantes  conhecidos.

Curcubitina, encontrada nas sementes e na polpa, e o licopeno, presente na polpa.

O licopeno é o pigmento que confere a melancia à sua cor vermelha.

A melancia chegou ao Brasil no século XVI, vindo da África, e aqui se desenvolveu muito bem.

Emprego e utilização da planta:

A polpa da melancia é uma excelente fonte de água para nosso organismo e promove com eficiência a hidratação do nosso corpo.

A casca pode ser usada em doces e sucos. Já a parte branca tem substâncias que auxiliam o bombeamento do sangue podem e também ser usada para o preparo de doces e geleias.

Uso medicinal:

Pesquisas realizadas constataram que o licopeno é uma varredor de radicais livres, duas vezes mais forte no combate ao oxigênio singlet, molécula do oxigênio muito tóxica e agressiva que provoca danos celulares e até câncer. O licopeno bloqueia a sua ação.

No calor, perdemos diariamente cerca de três litros de água, entre suor e urina.

Para o organismo livrar-se do calor, ele elimina a água através dos poros em forma de vapor. Ele se condensa em contato com o ar e volta ao estado líquido como suor.

Uma fatia com cerca de 300g tem quase 300 ml de água, longe de nossa necessidade diária de 3000 ml, no verão.

A frutose (açúcar) proporciona muita energia ao organismo e é processada mais rápido do que o amido, por ter estrutura molecular mais simples. Pode ser usada moderadamente pelos diabéticos. Tem poucas calorias e é excelente para dietas.

A melancia é rica em fibras, excelente na regularização do trânsito intestinal no caso de prisão de ventre, além de livrar o organismo de toxinas e colaborar na redução do colesterol do corpo, queimando assim as reservas desse inimigo das artérias e do coração.

Bom para artrite e reumatismo. Entre os minerais, destacam-se o fósforo, o ferro, o potássio e o cálcio.

É rica em vitaminas B1 e B5, que energizam a produção de hormônio para manter a vitalidade, além de aliviar a tensão e a ansiedade do stress. Vitamina C, o mais importante de todos os nutrientes antioxidantes, que estimula o sistema imunológico, aumenta a eficiência e a atividade dos leucócitos, além de elevar a produção de interferon, o composto anti-câncer.

As sementes têm o poder de dilatar os vasos capilares, reduzindo a hipertensão arterial (pressão alta). O suco da melancia ajuda no processo de redução do ácido úrico, gota, artrite e infecção urinária.

Suas sementes torradas e tomadas com água eliminam as lombrigas. O valor energético numa dose média de 100g da fruta é de 31 calorias.


Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Nenhum comentário:

Postar um comentário