Recentes

domingo, 16 de agosto de 2020

Tangerina - Suas propriedades terapêuticas


Tangerina (Citrus reticulata Blanco)

Nome popular: Tangerina
Nome científico: (Citrus reticulata Blanco)
Família: das Rutáceas
Origem: Ásia e Austrália

Propriedades e apresentação:

A composição da tangerina é muito semelhante à da laranja, ainda que a vitamina C, os minerais, os ácidos orgânicos, assim como a maior parte dos nutrientes encontrem-se em proporção inferior.

As propriedades da tangerina são as mesmas que as da laranja, embora que em menor intensidade.

Portanto, fluidifica o sangue, é anti-infecciosa, hipotensora, laxante, antialérgica, remineralizante, depurativa e preventiva do câncer.

Por sua facilidade de uso e boa tolerância digestiva, as tangerinas são especialmente apropriadas para crianças e idosos.

Suas aplicações mais destacadas são:

* Doenças febris: das crianças, por sua ação anti-infecciosa, tonificante e remineralizante. Muito recomendável em caso de resfriados, gripes e infecções da garganta.

* Hipertensão: as dietas de tangerina dão bons resultados em casos de hipertensão arterial e arteriosclerose.

Preparo e utilização:

* Frescas: é uma verdadeira delícia descascar uma tangerina, enquanto se desfruta de sua essência.

Para obter efeitos terapêuticos, recomenda-se comer entre seis a oito por dia.

* Dieta de tangerina: semelhante à dieta de laranjas, realiza-se durante um ou dois dias por semana, durante um mês. Consiste em consumir 1,5 a 2 quilos de tangerinas como único alimento.

Com essa quantidade de fruta não costuma ser necessário beber outros líquidos, pois essa dieta deve ser feita no outono ou inverno.

Os cítricos previnem o câncer:

Todas as frutas possuem propriedades anticancerígenas, e seu consumo habitual contribui para prevenir o câncer.

As frutas pertencentes ao grupo de cítricos destacam-se por conter uma equilibrada combinação de substâncias anticancerígenas: vitamina C, flavonóides, limonóides e pectina.

Elas se potencializam mutuamente e alcançam notável efeito protetor frente ao câncer. Isso significa que, quando consumidas isoladamente, não são eficazes quanto às ingeridas fazendo parte de uma laranja ou de um limão.

A ação anticancerígena desses componentes dos cítricos foi comprovada ao administrá-la a animais de experimentação. Dessa forma se reafirma a validade dos numerosos estudos estatísticos que relacionam o consumo de cítricos com um menor risco de câncer.

É muito provável que, em seres humanos, exerça um efeito semelhante, não só no câncer de próstata, mas também em outros tipos de câncer.

É tão simples descascar e comer uma tangerina, que é uma das frutas preferidas das crianças. O sabor agradável, como pouca acidez e a suavidade de sua polpa faz desse cítrico uma das frutas mais populares do mundo.

A tangerina é cultivada no Sul da Europa, Norte da África e América do Norte desde o século XIX, quando foi trazida da China.

Trata-se de uma espécie de cítricos que chegou ao ocidente procedente da China (as laranjas doces foram introduzidas na Europa no século XVI).

Descrição:

Fruto da Tangerineira, árvore da família das Rutáceas, muito semelhante à laranjeira, ainda que menor e mais delicada.

As duas variedades mais conhecidas de tangerinas são as 'satsumas', de cor alaranjada clara ou verdosa, e as clementinas, mais pequenas e doces, de cor alaranjada viva.

Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.



Nenhum comentário:

Postar um comentário