Recentes

sábado, 8 de agosto de 2020

Uva - Suas propriedades terapêuticas

Uva (Vitis vinifera L.)

Nome popular: Uva
Nome científico: (Vitis vinifera L.)
Família: Vitáceas
Origem: Europa e Oriente Médio

Propriedades e apresentação:

Como alimento, a uva é de grande valor, pois possui muitos sais minerais (magnésio, ferro, fósforo, e potássio) e vitaminas ( A,B,C,).

De acordo com dados históricos revelam que a primeira introdução da videira no Brasil foi feita pelos colonizadores portugueses em 1532, na então capitania de São Vicente, hoje Estado de São Paulo.

A partir desse ponto e através de introduções posteriores, a viticultura expandiu-se para outras regiões do país, sempre com cultivares de Vitis vinífera procedentes de Portugal e Espanha até o século XIX.

A uva tem extraordinárias propriedades curativas:

É diurética, graças ao açúcar e aos sais de potássio que estimulam a secreção de urina; é laxante, devido a sua abundância de celulose; é fortificante dos músculos e facilita seu trabalho; é reconstituinte , pela sua riqueza em vitaminas; e proporciona calorias ao corpo humano (um quilo de uvas tem mais de 800 calorias).

Quando a uva está madura, contém de 25 a 30% de glicose e por isso é uma fruta que proporciona muita energia ao organismo.

Uso medicinal:

Os que sofrem de prisão de ventre, devem consumir a uva com a pele, devido ao seu efeito laxante.

Para os que padecem de enfermidades dos rins, é melhor tomar o suco da uva.

Os que sofrem do fígado devem evitar a uva "moscatel", pois seu grande conteúdo de açúcar é prejudicial.

A uva tem um grande efeito depurador, curativo e eliminatório, especialmente nos rins e intestinos.

Ademais, combate a palidez, a escrofulose, a anemia, a calcificação das artérias e o reumatismo.

O suco de uva produz efeitos mais benéficos tomando-o pela manhã, em jejum, e a noite antes de deitar-se; também é aconselhável tomar um pouco de suco cada hora.

O suco deve conseguir-se espremendo a uva no momento em que vai ser tomado, porque do contrário fermenta facilmente.

Indicada também para:

Afecções das artérias coronárias, trombose, anemia por falta de ferro, afecções hepáticas. afecções intestinais, afecções renais, gota e excesso de ácido úrico.

Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Imagem: de Heidelbergerin por Pixabay
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Nenhum comentário:

Postar um comentário