Recentes

domingo, 23 de agosto de 2020

Sene - Suas propriedades terapêuticas

Sene (Cassia angustifolia)

Nomes populares: Sene, Sena de Alexandria, sena
Nome científico: (Cassia angustifolia)
Família: Fabaceae
Origem: é originária da Índia e Somália, foi introduzida na fitoterapia pelos médicos árabes no século IX.

Propriedades e apresentação:

Tipo: arbusto de caule lenhoso.

Princípios ativos: Substâncias antraquinônicos livres e combinadas, crisofanol, aloe-emodinam, antranol, reina, reina-8-glicosídeo, reinaantrona-8glicosídeo, mucilagens, flavonóides como o campferol, resinas, glicosídeos naftalênicos, pinitol, açúcares redutores.

Partes usadas: folhas.

Uso medicinal:

É um dos fármacos mais conceituados como purgativo, por não provocar inflamações secundárias muito comuns quando se utilizam purgativos drásticos, usado frequentemente, pois não perturba demasiadamente as funções normais do tubo digestivo, sendo útil nos estados congestivos do abdômen, congestões encefálicas e pulmonares, pela sua ação imediata.

Cuidados e prevenção:

Em doses fortes, provoca cólicas, razão pela qual é sempre prescrito associado a carminativos, como o anis.

Contra indicação na gravidez, aleitamento, hemorroidas, enterite, apendicite, cistite, obstrução intestinal e dores abdominais de causa desconhecida.

É incompatível com sais ácidos, álcalis e carbonatos alcalinos.

Não se deve associar várias vezes seguidas a sene com drogas espasmolíticas como camomila e anis, e nem com drogas eméticas.

Pode ser associada ao gengibre e cardamomos.

Efeitos colaterais:

Não recomendado para crianças.

Em seus efeitos colaterais, podem aparecer efeitos indesejáveis atribuídos às antraquinonas reduzidas, como vômito, cólicas, congestão dos órgãos abdominais, aumento do fluxo menstrual.

Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Nenhum comentário:

Postar um comentário