Recentes

domingo, 13 de dezembro de 2020

Semente de girassol - Suas propriedades terapêuticas

Sementes de girassol (Helianthus annuus L.)
Imagem: de Silke Wurm por Pixabay
Nome popular: Sementes de girassol
Outros nomes: Girassol, verrucária, mirassol, helianto
Nome científico: (Helianthus annuus L.)
Família: das Solanáceas
Porte: A planta do girassol alcançar até 2 metros de altura
Origem: América do Norte

Propriedades e apresentação:

A semente de girassol contém até 49,6% de gorduras, das quais se obtém óleo culinário; 22% de proteínas, quantidade muito similar à carne até 8,3% de carboidratos.

Quanto as vitaminas, carece praticamente de A e C, mas é um dos alimentos mais ricos em vitamina E "superada pela amêndoa" e vitamina B1 "superada só pela levedura de cerveja" e o gérmen de trigo.

Muito rica em minerais tais como: o magnésio, ferro (6,8 mg/100g, igual a lentilha), fósforo e cálcio.

Como podemos deduzir de sua composição, trata-se de um dos alimentos mais concentrados em nutrientes oferecidos pela natureza, especialmente em gorduras, minerais e vitaminas B1 e E.

No entanto, apesar dessa grande riqueza nutritiva, as sementes de girassol são facilmente digeríveis, se bem mastigadas.

Seu consumo (sem sal) e indicado nos seguintes casos:

* Arteriosclerose e afecções cardíacas: os ácidos graxos essenciais das sementes de girassol "especialmente o linoleico" impedem o progresso da arteriosclerose, ao diminuir o nível de colesterol no sangue.

A vitamina "E" que as sementes de  girassol contém em abundância é um poderoso antioxidante, que evita a deterioração das artérias.

Também diminui a agregabilidade plaquetária e exerce uma ação preventiva contra a trombose e o enfarte do miocárdio.

* Excesso de colesterol: o consumo de sementes de girassol, especialmente quando substitui o de outros alimentos gordurosos ou ricos em calorias exerce um notável efeito redutor do nível de colesterol.

* Afecções da pele: o ácido linoleico e a vitamina "E" aumentam a elasticidade da pele, protegendo as células contra os efeitos do envelhecimento "ação antioxidante".

É indicado também em casos de eczemas, pele rachada ou ressecada e dermatites em geral; fortalece as unhas e o cabelo, conseguindo reduzir o número de cabelos brancos.

Combate ainda, afecções nervosas, estresse, depressão, insônia ou nervosismo, diabetes, afecções cancerosas.

Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Nenhum comentário:

Postar um comentário