Recentes

segunda-feira, 23 de dezembro de 2019

Nêspera - Suas propriedades terapêuticas

Nêspera (Eriobotrya japonica Lindl.)

Nome popular: Nêspera
Nome científico: (Eriobotrya japonica Lindl.)
Família: das Rosáceas
Porte: até 5 metros de altura
Origem: China

Propriedades e apresentação:

Alguns tem uma pequena decepção ao abrir uma nêspera e comprovar que quase a metade de seu volume é ocupada por sementes. No entanto, mudam rapidamente de ideia ao saborearem a suculenta polpa do fruto, embora essa ocupe só uma parte do volume total.

Os açúcares frutose e levulose representam 10,4% da parte comestível. O conteúdo de gorduras e proteínas é mínimo (0,2% e 0,4%, respectivamente).

A vitamina A (em forma de provitamina) é a mais abundante, com 153 pg ER/100g. As vitaminas do complexo "B", a "C" e a "E" estão presentes, ainda que em pequenas quantidades.

Quanto aos minerais, a nêspera aporta quantidades significativas de ferro, cálcio e magnésio, embora o mineral mais abundante seja o potássio.

Em conjunto, a nêspera aporta poucas calorias (47 kcal/100g), mas água abundante (86,7%) e sais minerais, que reforçam sua ação diurética.

É rica em taninos de ação adstringente (2,5%), assim como em numerosas substâncias aromáticas de tipo triterpênico, das quais dependem suas propriedades antidiabéticas.

Suas indicações são:

* Diabetes: pesquisas realizadas na Universidade Frederico II, de Nápoles, Itália, comprovaram que os extratos de nêspera conseguem reduzir os níveis de glicosúria (açúcar na urina) em ratos diabéticos.

O efeito antidiabético da nêspera também foi comprovado em humanos, segundo pesquisas realizadas na Universidade Autônoma do México.

Cabe, pois, recomendar o consumo abundante de nêsperas em casos de diabetes. Como ocorre com outras frutas, o fato de conter açúcar não a faz inapropriada para os diabéticos, como se poderia pensar.

* Afecções hepáticas: a dieta de nêsperas na primavera tem sido usada com bons resultados em caso de afecções hepáticas crônicas: hepatite, degeneração gordurosa do fígado e cirrose. Pode ser repetida a cada duas ou três semanas.

Com a dieta de nêsperas consegue-se descongestionar o fígado e reduzir seu volume quando está aumentando (hepatomegalia). Igualmente, diminui a ascite (líquido no ventre), que costuma acompanhar as degenerações hepáticas.

* Diarreia de tipo infeccioso: (gastroenterite, enterocolite e colite). Tem uma suave ação adstringente e normalizadora do trânsito intestinal, uma vez que hidrata e restitui os minerais perdidos.

É muito recomendável como primeiro alimento sólido depois do período de jejum ou de dieta líquida que deve ser feita em toda a diarreia infecciosa. Pode-se consumir até um quilo diário de nêsperas bem maduras, desde que na estação em que ela é disponível.

* Afecções renais: a nêspera é um bom diurético que aumenta a produção de urina e facilita a eliminação de pedrinhas e sedimentos úricos dos rins.

Recomendada em caso de gota, excesso de ácido úrico, cálculos ou pedrinhas (especialmente os de uratos), assim como na insuficiência renal por sua escassez em proteínas e seu teor de minerais.

* Resfriado comum: está comprovado que um dos tipos de substâncias que a nêspera contém, os ésteres triterpênicos possuem uma notável ação antiviral, especialmente contra os rinovírus causadores do resfriado comum.

Convém, pois, consumir nêsperas abundantemente na primavera, por sua ação preventiva e curativa dos resfriados. Infelizmente, essas substâncias antivirais da nêspera não atuam contra o vírus da Aids.

Maneiras de consumir a Nêspera:

* Frescas: é a forma ideal de consumi-las. Têm que estar bem maduras, pois do contrário são demasiadamente ácidas.

* Compotas e geleias: seu uso é pouco divulgado, embora seja a única forma de as comer fora dos meses da primavera. Lamentavelmente, perdem a maior parte das suas propriedades.

* Dieta de nêsperas: pode ser realizada na primavera, ingerindo 1 a 2 kg diários de nêsperas como alimento principal, durante 2 a 3 dias. Pode ser acompanhada de pequena quantidade de pão torrado ou bolachas.

Apresentação: fruto da nespereira é uma árvore de folha perene da família das Rosáceas, que alcança até cinco metros de altura e também se emprega como planta ornamental.

Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Nenhum comentário:

Postar um comentário