Recentes

domingo, 20 de janeiro de 2019

Alfavaca (manjericão) - Suas propriedades terapêuticas

Alfavaca (manjericão) (Ocimum basilicum)

Nome popular: Alfavaca
Nome científico: (Ocimum basilicum)
Família: Labiadas
Outros nomes: Alfavaca-da-américa, remédio-de-vaqueiro, manjericão-de-folha-larga.
Origem: Ásia e África

Propriedades e apresentação:

Descrição: Planta herbácea, muito cheirosa.

Folhas: ovais ou oval-clípticas, longipecioladas, Inflorescência em espigas.

Fruto: aquênios.

Uso medicinal:

As folhas são aromáticas, estimulantes, carminativas, antieméticas, sudoríficas e diuréticas.

Aplicam-se nos seguintes casos: Ardor na urinação; debilidade dos nervos; digestão dificultosa; enfermidades dos intestinos, estômago e rim; febres, tosse, ventosidades.

Empregam-se 10 a 15 gramas, por infusão.

Externamente usa-se para gargarejos em casos de dor de garganta, angina, aftas, etc. As folhas amassadas são boas para curar feridas.

Com o chá das folhas, ou com o chá das sementes em maceração, preparam-se compressas que as mães lactantes aplicam sobre os bicos dos seios afetados.

Com a raiz prepara-se um xarope para combater a tuberculose pulmonar.

Parte usada:

Folhas e sementes.

Dose:

10 a 15 gramas para 1 litro de água; 4 a 5 xícaras por dia.

Fonte: As plantas curam.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Nenhum comentário:

Postar um comentário