Recentes

sexta-feira, 13 de novembro de 2020

Tamarindo - Suas propriedades terapêuticas

Tamarindo (Tamarindus indica)
Imagem: de Everaldo A. de Brito Everaldo Brito por Pixabay 
Nome popular: Tamarindo
Outros nomes: Tamarino, tamarineiro
Nome científico: (Tamarindus indica)
Família: Leguminosas
Origem: África e Índia

Propriedades e apresentação:

Descrição: árvore elevada, de 20 a 25 metros. Casca espessa, parda, gretada.

Ramos: assaz estendidos.

Folhas: alternas, pecioladas, acompanhadas de duas estípulas,laterais, paripenadas. Folíolos (10 a 15 pares) opostos, quase sésseis, pequenos, elípticos, obtusos, inteiros, glabros.

Flores: grandes, amarelo esverdeadas, irregulares, dispostas 6 a 8 em cachos terminais.
Cada flor nasce da axila de uma bráctea e é acompanhada de duas bractéolas laterais lanceoladas. Cálice turbinado na base e dividido superiormente em quatro lobos algo desiguais. Corola de 3 pétalas: a posterior e duas laterais, de bordos ondulados, algo mais compridas que o cálice.

O fruto: é uma vagem espessa, de 10 a 12 centímetros de comprimento, um pouco recurvadas, marrom avermelhada, apresentando estrangulamentos de distância em distância, bem como várias lojas com um caroço cuboide em cada uma.

Emprego e utilização da planta:

Com a polpa do tamarindo é possível preparar sorvetes, doces, bolos, licores, xaropes, bebidas, refrescos, sucos. Também pode ser usado para temperar arroz, peixe, carne, etc.

As sementes ao natural, também servem de forragem para animais domésticos, estabilizantes de sucos, de alimentos industrializados.

O óleo extraído é alimentício e de usado na indústria.

Sua madeira pode ser usado na fabricação de móveis, no preparo de carvão, etc.

Uso medicinal:

O chá da polpa do fruto é refrescante. Emprega-se como calmante nas enfermidades inflamatórias e febris, nas cólicas biliosas, nos embaraços gástricos, na desinteria, na diarreia, na hematêmese.

"A polpa dos frutos", diz Paul Le cointe, "é adstringente, refrigerante,...excelente contra as gastrites dos impaludados".

Parte usada:

A polpa do fruto, por decocção.

Dose:

30 gramas para 1 litro de água, 4 a 5 xícaras por dia.

Fonte: As plantas curam.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Nenhum comentário:

Postar um comentário