Recentes

sábado, 3 de abril de 2021

Grumixama - Suas propriedades terapêuticas

Grumixama (E. brasiliensis, Lam.)

Nome popular: Grumixama,
Outros nomes: Grumixameira, grumixaba
Nome científico: (E. brasiliensis, Lam.)
Família: das Mirtáceas
Origem: Brasil

Propriedades e apresentação:

É uma árvore que cresce até 20 metros de altura, nativa das matas primárias desde a Bahia até Santa Catarina, em matas aluviais e entradas suaves.

Possuem tronco curto e copa em forma piramidal. Suas folhas são duras, com coloração verde-escura e flores brancas, pequenas, surgindo de setembro a novembro.

Frutos arredondados, achatados nas extremidades, com casca lisa de coloração amarela ou roxo-escura (quase preta), manchada de vermelho na maturação. Polpa suculenta que envolve duas sementes esbranquiçadas, que frutificam de novembro a janeiro.

Sua propagação acontece por meio de sementes e adapta-se bem em qualquer tipo de clima e solo, resistindo bem a geadas.

Emprego e utilização da planta:

Trata-se de uma planta indispensável nos reflorestamentos das nossas matas, destinados à preservação do meio ambiente. Sua madeira também é utilizada na marcenaria.

Quanto ao seu uso na culinária, vem sendo explorada na confecção de doces, em massas, caldas, xaropes, licores e geleias.

Uso medicinal:

Estimulante do apetite, diuréticas, energizantes, antioxidantes, expectorantes, anti-inflamatórias, adstringentes, aromáticas, aperientes, usada também no tratamento da arteriosclerose, hipertensão, problemas no coração, além de muitas outras utilidades.

Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Nenhum comentário:

Postar um comentário