Recentes

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2021

Figo-da-índia - Suas propriedades terapêuticas

Figo-da-índia (Opuntia ficus-indica)

Nome popular: Figo-da-índia
Outros nomes: Cacto, Tuna-de-castilha, figueira-da-índia, palma-graúda, palma-sem-espinho, tabaibeira, figueira-da-barbária, figo-do-diabo, Palma-grande,figo-da-Índia, etc.
Nome científico: (Opuntia ficus-indica)
Família: Cactáceas
Origem: México

Propriedades e apresentação:

Planta perene, arbustiva que chega a atingir até 5 metros de altura. Caule com formato de uma raquete, quando novos, e na maioria das variedades tem espinhos.

Suas flores são emitidas na borda das folhas em número variável e ficam abertas por um período muito curto.

São hermafroditas, porque possuem os dois sexos na mesma flor e são auto compatíveis. Seus frutos possuem o formato oval e amadurecem cerca de cem dias após o florescimento.

Suas cores externas e internas de frutos maduros podem ser esverdeadas, alaranjadas, vermelhas ou vermelho-escuras.

Para seu desenvolvimento pleno são necessárias clima ameno a quente e solos bem drenados, pois a mesma não tolera solos encharcados, férteis e ricos em matéria orgânica, embora desenvolva-se também com baixa fertilidade.

Propaga-se através de sementes e vegetativamente pelo enraizamento do caule.

Sua produção se inicia de dois a três anos após o plantio em campo quando suas mudas são preparadas a partir do caule e cinco anos, quando de sementes.

Para mudas a partir do caule basta pegar uma folha e enterrar metade dela na terra, deixando a parte arredondada de fora.

Com o plantio das sementes, demora cinco anos ou mais para produzir. Depois da florada, leva em torno de 120 dias para amadurecer.

Deve-se fazer uso de luvas para manuseá-las devido a casca conter espinhos quase invisíveis.

Emprego e utilização da planta:

É rica em vitaminas A, C, e cálcio, pode ser usadas para preparos de sucos e geleias. As sementes são empregadas na extração de óleo.

Uso medicinal:

Muito usada  no combate a asma, circulação, próstata, vermes, coqueluche, diarreia, disenteria, dor reumática, febre gástrica biliosa, tosse, fígado, angina, úlcera, diabetes.

Indicados para o tratamento de doenças urinárias, das vias respiratórias e como diurético.

Fonte de pesquisa: Livros diversos e biblioteca pública.
Texto meramente informativo. Sua visita periódica ao seu médico de confiança é fundamental.


Nenhum comentário:

Postar um comentário